ELEIÇÃO NA DIRECÇÃO-GERAL DA OIT- UNTA-CS apoia Inglês



USH             

A UNTA-Confederação Sindical, a maior organização sindical de Angola, apoia a candidatura do inglês Guy Ryder para mais um mandato de cinco anos como director-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT).

A garantia foi dada ao Jornal de Angola pela secretária-geral adjunta da UNTA-Confederação Sindical, Maria Fernanda de Carvalho, antes de embarcar ontem para Genebra, Suíça, para participar, de hoje a 10 de Novembro, na 328areunião do Conselho deAdministração da OIT, que vai eleger o novo director-geral da organização.

Maria Fernanda de Carvalho,que é também presidente adjunta da Confederação Sindical Internacional (CSI), lembrou que a UNTA-CS e o Governo angolano são membros do Conselho de Administração da OIT e informou que,até ao momento, Guy Ryder é o único candidato ao cargo de director-geral da OIT e tem a garantia de voto da maioria dos países membros do Conselho de Administração da organização.
“A Confederação Sindical Internacional (CSI) também apoia a candidatura do actual director-geral, o inglês Guy Ryder”, garantiu Maria Fernanda de Carvalho.
“Aguardamos também pelo voto positivo do Governo angolano como membro do Conselho de Administração da OIT”, acrescentou. Guy Ryder é o décimo director-geral da Organização Internacional do Trabalho em 93 anos da sua história. O inglês ingressou em 1998 na OIT como director do Escritório para Actividades dos Trabalhadores e em 1999 foi nomeado director do Gabinete do director-geral.
Guy Ryder já desempenhou os cargos de secretário-geral da Confederação Sindical Internacional (CSI), de 2006 a 2010, e de secretário-geral da Confederação Internacional das Organizações de Sindicatos Livres, de 2002 a 2006. 0 candidato à própria sucessão nasceu em Liverpool, em 1956, e foi educado nas universidades inglesas de Cambridge e de Liverpool.


Abaixo a noticia original para Download:

União Geral dos Trabalhadores de Angola