Malanje: Actual momento do país requer disciplina laboral - afirma UNTA!!





Malanje - A actual conjuntura macro-económica que o país vive, fruto do decréscimo do rendimento de algumas empresas e consequentemente dos trabalhadores, requer das comissões sindicais a promoção e elevação dos níveis de competência e disciplina laboral dos próprios funcionários, de modo a se responder positivamente as estratégias que se quer de combate aos efeitos negativos decorrentes desta mesma situação.

A afirmação foi feita hoje, terça-feira, nesta cidade, pelo secretário-geral da União Nacional de Trabalhadores Angolanos - Conferência Sindical (UNTA-CS), Manuel Augusto Viage, quando intervinha na Assembleia Plenária Provincial da Organização, decorrida hoje, visando aferir o nível de organização das estruturas intermédias da UNTA-CS.
Segundo disse, não obstante o quadro que se vive, a UNTA não pode perder o seu foco, que passa igualmente pela organização dos trabalhadores e incutir neles a necessidade do domínio da legislação laboral, o que lhe mune de bases legais para a reivindicação dos seus direitos económicos, sociais e profissionais, constitucionalmente consagrados.
Por esse facto, Manuel Viage defende o desenvolvimento e aperfeiçoamento de eixos estratégicos, nomeadamente “o saber ser, estar e fazer”, por forma a que o funcionamento das comissões sindicais correspondam com as aspirações dos trabalhadores, assim como servirá de mecanismo para encarar com dinamismo a competitividade do mercado de trabalho.
Por outro lado, o responsável considerou preocupante o fraco nível de organização sindical que constatou em Malanje, aspecto que exige mais engajamento dos associados, através da conjugação de esforços para inserção de mais membros nas suas fileiras.

Fonte: Angop






União Geral dos Trabalhadores de Angola